Fiscalização da situação financeira do município é a meta de Leandro Soares Machado

O eleitor, em sua grande maioria, não tem conhecimento da realidade prática do trato com os recursos públicos. Se falarmos que a Prefeitura prevê 23 (vinte e três) milhões de reais para a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte e outros 10 (dez) milhões de reais para a Secretaria de Cultura, pode se entender que a Autarquia tem mais dinheiro que a Secretaria, porém o recurso pode ser insuficiente. Já a Secretaria de Cultura pode ter um orçamento insuficiente e essa possibilidade requer total atenção do Vereador”.

O candidato a Vereador, Leandro Soares Machado, acredita que uma investigação pormenorizada e multisetorial poderá acontecer no decurso de sua gestão legislativa.

“É importante destacar a disponibilidade para alocar recursos, pois não podemos correr o risco de termos órgãos da Prefeitura parados, e com isso deixar de atender a população em algum serviço essencial”.

Leandro entende que “é preciso contar ao povo o motivo dos valores estabelecidos, os projetos de cada setor do Governo, além, de se verificar a capacidade dos dirigentes desses departamentos.

Isso se dará, através do cumprimento do meu plano da participação popular.

Fala-se muito em alto montante de dívidas da Prefeitura, conforme demonstrado pela imprensa local e também por órgãos públicos de controle externo”.

Toda ação que tenha por finalidade resguardar os recursos públicos, é bem aceita pelo candidato, afirmando que “no 5º eixo, deixo claro a ideia de que atuarei para:

Promover o levantamento da situação financeira do município, com a devida fiscalização”.

Leandro lembrou que a Câmara de Vereadores tem uma previsão de receita na ordem de vinte e sete milhões. “Considero essa previsão bem ampla e pelo que vejo, o Legislativo tem acertado na administração do orçamento e, como já disse, devolvendo parte dos recursos ao Poder Executivo, fato que pode significar que é preciso reestudar a distribuição dos recursos, para que o orçamento seja algo necessário e aconteça, se possível, uma redução real de gastos da Câmara, para isso a importância de um Vereador de verdade”.

Conheça os 20 eixos do Plano de trabalho do candidato a vereador CLIQUE AQUI