Leandro Soares Machado defende o incentivo a indústria local

Plano de Desenvolvimento Industrial (PLADEI), Programa de Desenvolvimento Industrial (PRODEIN), e atualmente Programa de Desenvolvimento Industrial (PRODESI), para quem não sabe esses são os programas que chamaram a atenção de toda a cidade a partir dos anos 1960. Três siglas que fazem parte da história do desenvolvimento industrial de Ponta Grossa, que concretizaram a criação do Distrito Industrial denominado Prefeito Cyro Martins.

Daqueles tempos até hoje a cidade ganhou um impulso extraordinário, porém, os grandes investimentos vieram de empresários de diversos pontos do Brasil e do exterior.

Conforme análise do candidato a Vereador, Leandro Soares Machado, Ponta Grossa se tornou um polo metal mecânico, centro de processamento de soja, setor cervejeiro, dentre outros.

“Este é o quadro que revela muitos pontos positivos, embora alguns estudiosos entendam que o setor industrial da cidade precisa participar mais.

Todos lembram, por exemplo, das indústrias Wagner, Kluppel, Schiffer, Monofil, apenas para citar alguns exemplos que marcaram a história do nosso desenvolvimento.

Vale dizer que, outras indústrias de pequeno e médio porte marcam presença orgulhando os princesinos. Entendo que é preciso programas mais dinâmicos que possibilitem a ampliação das indústrias já existentes e o surgimento de novas iniciativas, pelo fato que, cada indústria instalada ou ampliada significa arrecadação para o município, oferta de trabalho e crescimento socioeconômico.

Não vejo outra maneira para resolvermos os problemas existentes sem começarmos pelo apoio aos investidores, organizando o setor sindical patronal e de entidades como a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), entidade na qual nasceu o famoso PLADEI.

Acredito que o agronegócio vem sendo impulsionado com força, isso revelado pelas diversas organizações bancárias que ofertam boa dose de financiamento.

Precisamos olhar com mais atenção a atuação da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, para que exista a união com o objetivo de, como proponho no 13º eixo do meu plano de trabalho, qual seja:

Valorização e incentivo para indústria local.

Ponta Grossa tem Universidades e outras instituições de ensino, com condições de oferecer bancos de ideias, o que me leva a entender que a aproximação maior com os poderes constituídos, classe empresarial e meio acadêmico, possa gerar soluções para questão. A indústria pede um Vereador de verdade”.

Conheça os 20 eixos do Plano de trabalho do candidato a vereador CLIQUE AQUI