3 de abril de 2014

Restaurante Popular volta a funcionar

Foto: Divulgação
        O Restaurante Popular Guilherme Cavina voltou a servir almoços ontem quarta-feira (2). Neste primeiro dia de retorno às atividades foram servidas 903 refeições, das 1.300 disponíveis. De acordo com o contrato com a empresa gestora Ação Social do Paraná (ASP), existe a possibilidade de que o número de refeições chegue a 1.500, cada uma delas ao preço de R$ 2. Os alimentos utilizados são de qualidade e ricos em nutrientes, e tornam a refeição saudável e balanceada. O espaço recebe pessoas de várias faixas etárias e com as mais diversas funções, desde jovens estudantes a trabalhadores empregados em empresas daquela região da cidade, até pessoas que estão de passagem pelo Centro. É de fato um espaço popular.
            Além de servir refeições a um preço acessível, o restaurante oferta alimentos ricos em nutrientes, importante para uma alimentação correta: “na experiência de fazer alimentações aqui por um ano, consegui emagrecer seis quilos, por que a comida é saudável. Na correria do dia-a-dia muitas vezes nos alimentamos mal, com aqueles lanches que não trazem beneficio e nos deixam acima do peso. Aqui eu adoro a comida, é bem temperada, me alimento bem e me sinto mais saudável”, diz o funcionário de administração de uma Loja de Roupas, Márcio Cappelletti, que costuma almoçar todos os dias no Restaurante Popular.
            A nutricionista Vânia Santos, da empresa Ação Social do Paraná (ASP), vencedora da licitação para operação do Restaurante Popular, explica que o objetivo não é apenas ofertar uma alimentação mais barata, mas também mais saudável: “estamos trabalhando realmente com uma reeducação alimentar. O cardápio é formado por alimentos que são ricos em nutrientes para a saúde. Nós percebemos que passam por aqui muitas pessoas que tem problemas de saúde, como diabetes, hipertensão, entre outros. O fato de não servirmos suco, por exemplo, faz parte de um processo de reeducação alimentar, pois o hábito de tomar líquido juntamente com as refeições dilata o estomago e faz com que as pessoas comam mais que o necessário”, esclarece a nutricionista.
            A vendedora Enedir Diniz afirma que além de sair bem alimentada, consegue fazer uma grande economia. “Antes eu estava gastando em torno de 13 reais por dia, agora vou gastar 10 reais por semana e com uma comida caprichada, um feijão gostoso, uma salada muito boa, a carne ao molho. Tudo muito bom. O tempero é muito bom, a gente percebe o carinho com que as cozinheiras fazem a comida, o atendimento é muito bom”, diz Enedir.
Realização profissional
Cozinheira há 16 anos, Salete Fernandes afirma que conseguiu a realização profissional com o trabalho que realiza como chefe de cozinha no Restaurante Popular. “Eu trabalhei em muitos lugares, mas só aqui me realizei. Antes mesmo eu não sabia como as coisas funcionavam em um Restaurante Popular. Hoje digo que muitas vezes funcionam até melhor que outros estabelecimentos. Existe um cuidado especial com a forma como os alimentos são feitos e não há nada mais gratificante que receber o sorriso de cada uma das pessoas que passam por aqui e, que certamente, vão voltar”, diz Salete.
Serviço funcionará de forma ininterrupta
Segundo o secretário de Assistência Social, Julio Kuller, a população pode ficar tranquila quanto à continuidade dos serviços ofertados no Restaurante Popular. “Não haverá mais interrupção, o contrato com a empresa gestora é de um ano e poderá ser prorrogado”, afirma. Kuller acredita que o número de refeições servidos na quarta-feira (2) foi dentro do esperado. “É claro que, à medida que as pessoas saibam que as refeições voltaram a ser servidas, existe uma tendência de que esse número aumente. Para este primeiro dia, 903 refeições servidas é um número excelente, mas lembramos que o número máximo é de 1.300, podendo aumentar para 1.500”.
Horário de Funcionamento do Restaurante Popular
O Restaurante Popular está localizado no Centro de Ponta Grossa, Rua Benjamin Constant, 214. O atendimento acontece das 10h50 às 14h (enquanto estiver disponível o número de 1.300 refeições diárias).

Fonte: Assessoria de comunicação da prefeitura de Ponta Grossa

Seminário do Sebrae/PR traz a Ponta Grossa, Rick Chesther

Ex-pedreiro, Rick Chesther aplicou os conceitos aprendidos em livros e mudou sua vida. Foto: Divulgação.  Na próxima quarta-feira, dia ...

FALE CONOSCO:

Nome

E-mail *

Mensagem *